Núcleo de Estudos, Pesquisa, Extensão e Assistência à Pessoa Trans Professor Roberto Farina da Universidade Federal de São Paulo - Núcleo TransUnifesp

  • Como atuamos

 O Núcleo TransUnifesp, de concepção e abrangência multicampi, multiescolas e institutos, multisaber e transdisciplinar, ligado à Coordenadoria de Direitos Humanos da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da Universidade Federal de São Paulo e, na assistência, vinculado ao Hospital São Paulo, atua fortalecendo a comunidade nos âmbitos acadêmico, científico, político e social, no sentido de promover o bem-estar da população de travestis, mulheres transexuais, homens trans, de gênero não-binário, e Intersexo.

  • Quem somos

Somos o Núcleo TransUnifesp, um grupo de pessoas que acredita na riqueza social garantida pelas diversidades sexual e de gênero e, portanto, empenhado na defesa da dignidade humana, direitos das minorias e no combate à LGBTQIA+fobia.

O Núcleo TransUnifesp é constituído por pessoas transgênero e cisgênero da Unifesp e de fora, com histórias de vida, sonhos e sentimentos, especialmente por profissionais de saúde e de pesquisa sobre a temática da diversidade e equidade de gênero, políticas públicas, direito humanos e cidadania LGBTQIA+.

Como extensionistas da universidade, trabalhamos pela produção de conhecimento compartilhado entre a academia, a comunidade e os movimentos sociais LGBTQIA+, pois acreditamos numa universidade pública socialmente referenciada e comprometida com uma educação inclusiva e libertadora.

No ambulatório do Núcleo TransUnifesp, oferecemos assistência multiprofissional e transdisciplinar de saúde à população trans, e buscamos desenvolver uma assistência em saúde com base na pesquisação articulada e compartilhada com pessoas trans e Intersexo, seguindo o lema – nada sobre nós sem nós –, visando à construção de uma linha de cuidado singularizada, compartilhada, mais comprometida, acolhedora, humana e inclusiva.

Defendemos o respeito, a dignidade, a equidade de gênero e todas as identidades e expressões de gênero e orientações sexuais, assim como os direitos humanos das minorias, incluindo os direitos sexuais e reprodutivos de pessoas trans (travestis, mulheres transexuais, homens trans, e de gênero não binário) e Intersexo, valorizando essas lutas e conquistas dentro dos contextos sociopolíticos, históricos, simbólicos e culturais.

  • Missão

Contribuir com a busca e prática das melhores evidências acadêmicas dos cuidados em saúde e promoção de cidadania para as populações trans e Intersexo.

  • Visão

Ser uma das referências de ambiente acadêmico profícuo de articulação entre profissionais de pesquisa, da saúde, comunidade e movimentos sociais, dedicada ao desenvolvimento de melhores práticas e políticas de saúde para as populações trans e Intersexo.

  • Valores

Ética;

Dignidade humana;

Responsabilidade social e defesa do SUS;

Gestão colegiada e participativa;

Assistência transdisciplinar, multiprofissional, com perspectiva despatologizante, acolhedora e de cuidado singularizado;

Empatia, solidariedade e defesa dos direitos das populações LGBTQIA+ e demais minorias, especialmente as mais vulneráveis, incluindo as populações pretas e periféricas;

Respeito à diversidade humana e suas expressões.